Sobre o que é amizade

Dizem que a amizade é algo intangível, atemporal, sublime, abstrato e que nem mesmo o tempo pode apagar quando se é verdadeira. No entanto, a amizade verdadeira não é apenas aquela que se faz presente, da qual as pessoas estão próximas e em contato contínuo no dia a dia. Na verdade ser amigo não é apenas emprestar seu ombro amigo pra alguém chorar, falar a coisa certa ou mesmo estar sempre ali presente. Assim como em todos os relacionamentos, a amizade também pode-se fazer à distância, merece espaço e isso deve ser obedecido para que mantenha-se saudável.

Digo isso porque: sempre fui o tipo da pessoa que num certo momento estou sempre perto dos meus amigos, mas por algum momento ou circunstância da vida que eu desconheço, acabo me afastando fisicamente delas. Não por brigas ou desentendimentos, pelo contrário. Acredito que a distância é mais eficiente em unir e deixar as pessoas próximas, como numa espécie de paradoxo.

si_senor2 si_senor3 si_senor6

Na tarde de ontem ocorreu exatamente isso. Reencontrei velhos amigos no aniversário de um amigo em comum e especial, conversamos muito, batemos muito papo descontraído e em nenhum momento lamentamos ou reclamamos por um ou outro estar “sumido demais”, pois cada um tem suas rotinas atribuladas e pra lá de corridas. Moramos quase todos na mesma cidade ou em vizinhas, mas os encontros que antes eram regulares atualmente se tornaram esporádicos, mas nem por isso deixaram de ser cheios de alegria, amor, carinho e respeito.

Brindamos aos bons e velhos hábitos e recordações, sem cobranças ou mágoas, pois amizade também é isso, não se guarda ressentimentos de ninguém e sabe-se respeitar as limitações dos outros. Acredito que no fim das contas sobrarão mais tempo para bons momentos do que saudade.

Fico chocada com a quantidade de novidades que as pessoas são capazes de nos contar em um curto tempo de conversa. Claro, o tempo sem nos vermos foi grande, mas as redes sociais cumpriram um papel fundamental sempre que a saudade batia. Mas tem certos assuntos que são melhores contados pessoalmente, não acham?

si_senor1 si_senor4 si_senor8

E para fechar com chave de ouro tanto papo bom, bom astral e energias positivas, por que não um bolinho de aniversário bem docinho e recheado? Como uma observadora incontrolável que sou, no final da festa pude perceber a sinceridade de sorrisos e rostos cheios de satisfação com aquele momento, inclusive o meu no reflexo do balão que estava em minha mão. Momentos assim deveriam se repetir sempre, concordo, mas acredito que por serem esporádicos ou raros, isso acaba os tornando ainda mais especial.

Por isso que quando disse anteriormente que a distância só contribui para fortalecer as amizades, pois aquela saudade danada que aperta no peito faz com que estes momentos se tornem únicos, totalmente desfrutáveis do início ao fim e cheios de pessoas queridas ao nosso redor. Muito obrigada a todos os meus amigos por serem quem são: meus amigos!

Jornalista, mineira de Belo Horizonte, 30 anos e apaixonada por cinema, livros, música e fotografia. Não sou de muita conversa, pois prefiro me expressar através de textos. Nascida na era da internet, blogo desde 2008. Para saber mais sobre minha história clique em Autora.

Deixe uma resposta