Como preparo o meu café

Café coado e passado na hora

Um dia desses estava no YouTube procurando receitas de como fazer o café perfeito. Achei dicas valiosíssimas vendo tantos videos e aprendi muito sobre café e os diversificados tipos de grãos. Porém a tal receita perfeita não encontrei. Talvez porque ela não exista mesmo ou talvez porque a receita perfeita está no modo em que cada um prepara o próprio café conforme o seu gosto. Eu por exemplo, gosto de um café mais encorpado, com baixo amargor, mas que deixe um sabor marcante na boa após toma-lo.

É muito complicado conseguir este tipo de resultado utilizando esses cafés tradicionais de supermercado. Já que tenho a convicção de que essas marcas que encontramos à varejo por aí não são grãos torrados e moídos, mas sim a própria folha do grão. Porque não sei vocês, mas a impressão que tenho é de beber folha de café queimada. Digo isto porque só quem já experimentou tomar café torrado, moído e passado na hora vai entender o que estou dizendo.

Mas foi tentando driblar estes contras que aprendi um método para deixar os pós de supermercado, pois é assim que vou chama-los, mais saborosos e fazer uma bebida mais agradável. Assim espero fazer uma bebida mais próxima dessas que tomamos em cafeterias. A receita que utilizo é referente a uma porção única da bebida que construi a partir destes valores:

Ingredientes e preparo do café

1 colher de sopa bem cheia de pó de café de supermercado;
1 xícara com 300ml de água filtrada e um coador de moletom;

Em um recipiente coloque a água para esquentar. Fique atento para que ela não ferva, apenas deixo começar o processo de ebulição quando surgem aquelas bolinhas no fundo do caneco e desligo. Deixe o café ser coado e pronto. Tenho uma bebida mais palatável. Não costumo adicionar nenhum tipo de adoçantes. Nem naturais como mel ou artificiais, pois cheguei a conclusão de que esses cafés de supermercado ficam melhores sem eles. Pois a adição de qualquer açúcar compromete o sabor e deixa o café com gosto de melaço.

Foi com a dica de utilizar a agua filtrada que notei a maior diferença. Como dizia o barista que preparou o café: o cloro presente na água da torneira afeta o sabor do café. Não vou dizer que ficou maravilhoso, mas pelo menos com esta receita eu consegui um sabor bem digno. Quando quero dar um toque diferenciado, costumo ralar um pouco de canela em pau na xícara. E não é que fica muito bom mesmo? O toque da canela melhorando inclusive o amargor profundo do pó, além de ser termogênico.

Conclusão sobre o meu modo de preparo de café

Agora estou em busca de conseguir fazer um leite vaporizado em casa, sem dispor de apetrechos como mixer ou cafeteira. Mas este assunto deixarei para um post posterior. Porque nele pretendo falar de uma receitinha de cappuccino caseiro. Além de mencionar outras beebidinhas que costumo fazer para substitui-lo. A medida que eu for experimentando bebidas feitas a base de café, porque sei que essas receitas sõ muito pesquisada.

Jornalista, mineira de Belo Horizonte, 30 anos e apaixonada por cinema, livros, música e fotografia. Não sou de muita conversa, pois prefiro me expressar através de textos. Nascida na era da internet, blogo desde 2008. Para saber mais sobre minha história clique em Autora.

2 thoughts on “Como preparo o meu café

    1. Oi Isa… Hora tomar um cafezinho mesmo…
      Nossa, adorei a indicação. Muito obrigada por se lembrar de mim e do trabalho que faço aqui no Blog.
      Vou elaborar a minha indicação o mais rápido possível!
      Que incrível! Obrigada novamente s2

Deixe uma resposta