Fios de Nylon |

Dicas para se fazer um bom fichamento

Na graduação temos cerca de um ano e meio para concluir o TCC, começando lá pelo sexto período e finalizando na banca do oitavo. Mas a questão é: por que algumas pessoas conseguem entregar seus trabalhos fechadinho neste período de um ano e meio e muitas outras têm tanta dificuldade para fazê-lo? Porque elas não sabem se organizar, só isso. A seguir darei dicas valiosas de como você deve proceder com a construção do seu trabalho de conclusão de curso utilizando como base o fichamento.

Comprometimento com seu fichamento

Entenda que, gerenciar o seu tempo é preciso. Se você trabalha e estuda irá dispor dos fins de semanas, suas folgas e feriados para fazer estas tarefas. Otimize seu tempo para ler, resenhar, fazer fichamento e escrever. Mas se você se dedica apenas aos estudos, poderá organizar seu tempo da melhor forma que lhe convier, certo? Por isto, tenha em mente que para encurtar o trabalho que você terá ao escrever o texto final do TCC, você deverá dar tudo de si nos fichamentos. Sim, estes textos aparentemente que só servem para seu orientador ver que você leu o que ele lhe sugeriu. É ai que está o pulo do gato. Um fichamento bem escrito não só pode como deve ser indexado no corpo do texto do seu trabalho.

Ferramentas necessárias

O caderno de anotações, grifos nos xerox que você possui e notas de rodapé que os livros mais antigos possuem. Uma dica valiosa que posso dar é fazer a famosa leitura dinâmica. Com a quantidade de xerox, artigos e livros que você precisa ler para tirar citações é tão grande que, se você for aprofundar a leitura, não acabará o texto no prazo. Os artigos são ótimos para auxilia-lo num tema que você não domina bem, que quando pegar um livro sobre, você já terá conhecimento suficiente que a leitura dinâmica você tirará de letra. Um local ótimo para pesquisar artigos e textos científicos é no Google Acadêmico.

Não limite suas fontes somente em artigos. Para isto outra dica valiosíssima que posso oferecer é de você usar e abusar do Google Books. A biblioteca do Google conta com milhões de livros licenciados para uso e pesquisa acadêmica. Com domingo público e o melhor, totalmente gratuito. Mesmo aqueles livros que ainda não estão em domínio público e que você precisa pagar para ter acesso ao conteúdo, existem trechos de capítulos das obras que você pode ler como forma de degustação. Eu utilizei muito deste artifício, já que muitas vezes os livros em questão estavam fora do estoque das livrarias sugeridas pelo próprio Google. Este recursos evita que você gaste dinheiro desnecessário com livros que não lerá por completo.

Leve a sério seu fichamento

Não se esqueça de que seu fichamento é parte fundamental do seu TCC. Por isto é de extrema importância você já formata-lo nas normas da ABNT. Lembrando que o texto já conterá as citações dos artigos e livros lidos por você. Isto claro, respeitando o limite de laudas que seu orientador solicitou. Após verificar que está tudo certo com seu fichamento é a hora de revisa-lo. Uma vez que ele fará parte do corpo do seu texto final. Seu fichamento precisa estar impecavelmente bem escrito. A medida que você for fazendo os resumos, você verá que uma monografia não é esse bicho de sete cabeças. A regra básica de uma boa construção de um fichamento e monografia é a organização. E para fazê-la você precisará de um bom cronograma.

Quem realmente leva à sério o fichamento sabe: ter um cronograma é essencial para o sucesso do trabalho. Neste cronograma você estabelecrá quais livros, artigos ou textos vai ler para escrever. Determine quais os dias isto será feito e assim saberá quanto tempo levará para concluir a primeira parte do projeto. Lembre-se, um fichamento bem escrito não só te economiza tempo, mas torna o processo da produção do TCC menos trabalhosa. Portanto, jamais ignore aquela ficha de preenchimento de suas tarefas que você recebe sempre no inicio do semestre. Este modelo de organização salvará seu TCC de complicações como prazos de entrega estourados.

Jornalista, mineira de Belo Horizonte, 30 anos e apaixonada por cinema, livros, música e fotografia. Não sou de muita conversa, pois prefiro me expressar através de textos. Nascida na era da internet, blogo desde 2008. Para saber mais sobre minha história clique em Autora.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: