Café Society e o mais do mesmo de Woody Allen

Café Society e o mais do mesmo de Woody Allen

Este mês de Junho, ate mesmo de Maio, tem sido dificil em relação à filmes. Tenho assistido a tão poucos e mesmo estes têm sido ruins. E Café Society não foi uma excessão. Estou na expectativa de assistir Mulher Maravilha, mas do jeito que a coisa anda, fico muito receosa. Principalmente com relação a filmes muito aclamados. Poderia me abrigar em minha zona de conforto e assistir a velhos clássicos e só fazer resenhas positivas aqui. Mas não é assim que as coisas nem a vida funcionam.

O filme em questão, Café Society de Woody Allen não foi muito diferente em relação às minhas experiências desastrosas. Porque neste aqui a minha crítica embasa-se mais com relação a falta de ousadia do diretor. Se apropriando da mesma estética retrô de Meia noite em Paris e Blue Jasmine, Allen não apresentou nenhuma novidade. Os fãs mais fervorosos do diretor vão descordar de mim e listar aqui infinidades de elementos que ele utilizara. Mas eu repetirei: não passam de elementos mais do mesmo. Não digo que estes elementos como, a prórpia estética temporal dos anos 50, seja algo ruim. Só que ela já foi única e cumpriu seu papel em obras anteriores e pronto. Foi uma fórmula que deu certo, mas já passou.

A superficialidade dos personagens e da trama em si também é irritante. Sem grandes emoções e muito óbvia, o vazio tomou conta de toda a história. Salve as raras cenas dos Gungsters em New York que realmente valeram aa pena. De resto é só mais um filme que fala de uma história de como as coisas são forjadas em Hollywood. Talvez os gungsters sejam um tema a se pensar que o diretor possa apostar futuramente. Mas acredito que esta tenha sido a grande sacada de Woody Allen. Como fazer um filme retratando a vida da alta sociedade hollywoodana de forma mais natural e fiel possível? Neste quesito ele foi bem verossímil e cumpriu bem seu papel. Mas falando no roteiro em si, eu baterei na mesma tecla: é um filme chato, com grandes atores, porém CHATO!

Café Society

Uma roda de empresários, atores, alpinistas sociais, socialights e muita fofoca temperada com falsidades e oportunismos. Estes são os elementos que ajudam a compor o enredo do filme. A tentativa de Allen em retratar uma indústria tão canibalista como a do entretenimento hollywoodano é bastante louvável, porém sua ousadia é um tanto quanto limitada, deixando apenas espaço para tiradas e comentários ácidos entre falas de um personagem e outro e só.

Café Society um sucesso?

Este não é nem de perto um dos melhores filmes já feitos pelo diretor. Talvez o com maior apelo publicitário e com um elenco principal bastante jovem, que é uma das poucas coisas que me chamaram atenção no filme, mas ficou apenas nisto. O simples fato de contarmos no casting com participações de: Jesse Eisenberg, Kristen Stewart (mesmo eu detestando sua atuação fraca) e Blake Lively sinaliza uma aposta na nova safra de grandes e jovens atores que Hollywood dispõe no momento. Tem-se muitos atores novos, mas poucos de grande calibre como eles.

Eu apenas recomendaria este filme para quem deseja assistir algo despretensiosamente leve e sem grandes chances de fundir a cabeça tentando desvendar possíveis tramas ao longo do filme. É tudo muito óbvio e sem graça que você pode assistir partes do filme sem medo de perder alguma informação importante e dizer que viu ao filme. Mas ao mesmo tempo é um filme com uma estética lindíssima e uma direção de fotografia boa que compensam o resto.

Café Society e suas “falhas

Provavelmente este não é o melhor filme já produzido por Woody Allen na atualidade. Acredito também que não será o único. Aguardemos as futuras produções do diretor para saber se, de fato, a carreira dele foi encerrada entre as produções Blue Jasmine e Mindnight in Paris ou se este fora apenas uma produção experimental e fraca dele. Esper sinceramente que ele deixe esta zona de conforto da qual ele está se abrigando e ouse mais, experimente mais em seus futuros filmes. Mas enquanto isto, aguardemos!

Café Society Pôster

Share

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: