Resenha – Óleo de Reparação Pinga

Há muito tempo antes de a marca Lola Cosmetics ficar famosa no stream das grandes blogueiras, eu já usava os produtos da marca. Aliás, o descobri numa dessas minhas caças à produtos que realmente pudessem regenerar meus fios de cabelo. Na ocasião eu havia descolorido e feito mechas no cabelo, sim por algum tempo fui loira. Só que procedimentos como estes custam caro para a saúde dos fios. Foi ai que descobri num quiosque no shopping Boulevard aqui em BH os produtos da Lola. Com embalagens fofas e super descoladas a moça me recomendou dois produtos para ajudar na restauração do meu cabelo: o Dream Cream para nutrir e este óleo de reparação Pinga, de reparação. Que pode ser usado nos fios molhados antes do secador e chapinha como após, para finalização.

Confesso que fiquei com um pé atrás, já que meu cabelo estava tão destruído que eu achava que para recuperá-lo seria apenas cortando e deixando-o crescer novamente. Eu estava errada. Antes de dar meu parecer, vou colocar a descrição do produto que está na embalagem:

óleo de reparação Pinga

Óleo de reparação Pinga: descrição do produto

Pinga na máscara, pinga no creme, pinga na palma da mão. Óleos de reparação multifuncionais indicados para todos os tipos de cabelo. Contém fator de proteção UV e proteção térmica.

Pinga Açaí & Pracaxi

Um tratamento profundamente nutritivo que pode ser usado como protetor da cor e dos danos ambientais ou para reparar pontas duplas. Formulado com óleos vegetais orgânicos, previne o desbotamento da cor, reduz o frizz e confere brilho intenso

óleo de reparação Pinga

óleo de reparação Pinga

O que eu achei do óleo de reparação Pinga

Bom, a descrição no site deles realmente não faz jus ao potencial do produto. Além do cheiro delicioso que ele tem, meio adocicado, percebi que a medida em que eu o utilizei a longo prazo os resultados excederam minhas expectativas. Ele não deixa o cabelo pesado, é absorvido rapidamente pelos fios e os deixa bastante macios. No início do tratamento eu o utilizava no cabelo molhado, antes de usar o secador, e depois como finalizador, para selar as pontas e diminuir o aspecto ressecado. Hoje o aplico apenas depois de já ter secado o cabelo.

Tenho que confessar que não botava fé neste produto. Já que eu havia testado inúmeros produtos similares e nenhum deles consegui me satisfazer. A maioria deles deixavam meu cabelo com um aspecto seboso e sujo. Sem falar no cheiro forte que eles tinham. O que é mais um ponto positivo para o óleo de reparação Pinga, que apesar do cheiro doce, ele não incomoda em nada. A única reclamação que eu tenho sobre este produto é em relação à quantidade. 55ml é pouco demais. Eu que lavo o cabelo uma vez por semana o pote só dura uns três meses, imagine quem lava todo dia ou dia sim e dia não?

óleo de reparação Pinga

Bom, estas foram as minhas considerações sobre este produto milagroso que salvou meus fios. Só gostaria de alertá-los de uma coisa: o produto agora pode ser encontrado em vários pontos de vendas como farmácias e lojas online como Beleza na Web. Mas pesquisem bem antes porque os preços têm variado muito. Ná época em que descobri o produto ele não custava mais do que R$22. Hoje já vi o mesmo em torno de R$35 até R$40 reais. Pesquisem antes e façam um bom proveito!

Jornalista, mineira de Belo Horizonte, 30 anos e apaixonada por cinema, livros, música e fotografia. Não sou de muita conversa, pois prefiro me expressar através de textos. Nascida na era da internet, blogo desde 2008. Para saber mais sobre minha história clique em Autora.

Deixe uma resposta