Fios de Nylon |

Instax Mini 90

Instax Mini 90 – De volta ao analógico

Desde que dei meus primeiros cliques, lá na fotografia analógica com minha Yashica, sempre tive vontade de continuar. Não por questões de nostalgia, mas porque sempre achei fascinante fotografar com filme. Ter uma câmera de filme instantâneo me deixou ainda mais animada. Foi quando pude realizar meu grande sonho, lá em 2015, quando comprei esta Instax Mini 90 Neo Classic.

Esta câmera fotográfica da FujiFilm com design retrô ganhou meu coração. Apesar de todo mundo ter aquele modelo padrão de câmera de brinquedo, dois pontos foram decisivos em escolher este modelo.

  1. O modelo possui mais funções que as suas antecessoras
  2. O design diferenciado, já que quase ninguém tinha este modelo

Mais funcionalidades na Instax Mini 90

Quando li todas as reviews possíveis na internet sobre esta câmera e suas irmãs, eu não tive dúvida. Este modelo de Instax Mini dá mais liberdade ao fotógrafo em configurar e controlar melhor suas funções. Dupla exposição, macro fotografia, alto contraste e fotografia noturna de alta qualidade foram alguns de seus benefícios. Sem mencionar que a câmera te entrega uma ergonometria que as outras não têm. Você tem a possibilidade de tirar fotos na horizontal ou vertical com facilidade, já que a câmera possui dois botões de disparo em áreas diferentes.

Outro ponto importantíssimo nesta aquisição foi o fato dela possuir bateria. Enquanto as outras versões de Instax Mini utilizam pilhas alcalinas, a minha usa uma bateria que dura muito tempo. Desde 2015 eu carreguei à carreguei apenas três vezes, e olha que já tirei muitas fotos. Saiba que, baterias têm um custo benefício maior que pilhas. Pois a durabilidade da bateria é incrivelmente maior que de uma pilha, mesmo esta sendo recarregável.

O lado B da Instax Mini 90

Este não é um fator negativo exclusivo desta câmera, mas sim de qualquer analógica que é o desperdício de filmes. Mesmo tendo esta câmera há mais de três anos, eu ainda não consegui  domina-la totalmente. O lado bom de se ter tantas opções chega a ser ruim neste ponto. Se você configura a câmera para um tipo de ambiente, mesmo entendendo de fotografia, ainda apanha um pouco ao fotografar. Eu gastei um bocado de filme tentando achar as configurações certas para cada tipo de locação. As externas são os piores e mais difícil. E todo mundo sabe o quão caro são estes filmes. Em média o mais barato que já paguei foram R$58 numa caixa com 20 poses. Dependendo do lugar em que você achar, cada folha de filme pode lhe custar até R$6 reais cada uma.

A minha esperança é de que eu um dia me acerte com a câmera e possa tirar muitas, mas muitas fotos com ela. Mas eu vivo lendo seu manual, para que assim eu consiga configurar a câmera de forma correta em cada ambiente.

Alguns aspectos importantes

Para quem está acostumado com imagens digitais ou filtros de aplicativos acabará estranhando um pouco. Após a revelação, a nitidez da imagem fica com um aspecto de foto lavada (sem foco ou cores borradas). Mas isto é completamente normal. Já que a Instax Mini 90 tem como proposta reproduzir a estética de câmeras analógicas retrô amadoras. Estas que por sua vez não tinham a nitidez como foco.

A Instax Mini 90 Neo Classic entrega uma excelente experiência. Já que seu corpo emborrachado dá segurança no clique e ainda permite a inserção de uma sapata para ser acoplada num tripé. Assim as fotos em grupo com configuração de Timer de 10 segundos permitirá que ninguém mais falte na fotografia. Com uma lente de 60mm F 2.7, tem 30cm de foco a infinito, que a torna uma lente bastante clara.

A Instax Mini 90 não é uma câmera barata. Portanto, se você pretende investir em uma, tenha certeza de que irá explorar todos os seus recursos. Porque atualmente ela custa R$999,00 no site do fabricante. Enquanto eu paguei na época exatos R$700,00 no site do Extra.

Se você, assim como eu, também ama fotografia analógica, tem ou pretende comprar esta belezinha de câmera, me conte o que você acha ou espera dela. Adorarei saber as experiências que cada um teve com a Intax!

Alguns aspectos importantes

Para quem está acostumado com imagens digitais ou filtros de aplicativos acabará estranhando um pouco. Após a revelação, a nitidez da imagem fica com um aspecto de foto lavada (sem foco ou cores chapadas). Mas isto é completamente normal e eu particularmente gosto. Já que a Instax Mini 90 tem como proposta reproduzir a estética de câmeras analógicas retrô amadoras. Estas que por sua vez não tinham a nitidez como foco.

A Instax Mini 90 Neo Classic entrega uma excelente experiência. Já que seu corpo emborrachado dá segurança no clique e ainda permite a inserção de uma sapata para ser acoplada em um tripé. Assim as fotos em grupo com configuração de Timer para 10 segundos permite que ninguém mais falte na fotografia. Sua lente de 60mm F 2.7, tem 30cm de foco a infinito, que a torna uma lente bastante clara. Mas não o suficiente para ser bem nítida e clara em locais escuros.

A Instax Mini 90 não é uma câmera barata. Portanto, se você pretende investir em uma, tenha certeza de que irá explorar todos os seus recursos. Porque atualmente ela custa R$999,00 no site do fabricante. Enquanto eu paguei na época exatos R$700,00 no extra.com.

Se você, assim como eu, também ama fotografia analógica, tem ou pretende comprar esta belezinha de câmera, me conte o que você acha ou espera dela. Adorarei saber as experiências que cada um teve com a Intax!

Jornalista, mineira de Belo Horizonte, 31 anos e apaixonada por cinema, livros, música e fotografia. Não sou de muita conversa, pois prefiro me expressar através de textos. Nascida na era da internet, blogo desde 2008. Para saber mais sobre minha história clique em Autora.

4 Comments

  1. Ariane

    abril 5, 2018 at 2:14 am

    Adorei o post 🙂

    1. Carla Corrêa

      abril 5, 2018 at 2:50 am

      Pois é, precisamos tirar umas fotos com esta câmera. Quero mais registros analógicos s2

  2. BARBARA peruchena

    novembro 12, 2018 at 12:46 pm

    Oiii, quero dicas pois adorei o post… Eu tenho a mini 8 e estou comprando a mini 90, na 8 sempre tenho problemas com fotos de dia em ambiente externo… na 90 que modo você usa, por exemplo, para fotos na praia ou campo?

    1. Carla Corrêa

      novembro 13, 2018 at 1:02 am

      Olá Barbara, que bom que gostou das dicas.
      Então, a Instax 90 é mais completa em relação aos recursos. Fotos externas eu tenho usado uma configuração assim:
      Modo D (para controlar a luminosidade do ambiente e não estourar a foto). Desativo o flash, porque não justifica num local claro usar flash, certo? E também uso o modo Paisagem para dar mais nitidez a foto. Você pode configurar esses três modos ao mesmo tempo ou testar cada um separadamente.
      Infelizmente com essas câmeras instantâneas a gente acaba perdendo alguns filmes mesmo. Mesmo que a gente acerte a configuração em algumas, isto não te garantirá um padrão de configuração para as demais. Mas a dica de usar o Modo D em locais claros demais é certeira, pois ela vai evitar que entre muita luz em seu obturador.
      Você pode pegar umas ideias assim como eu peguei neste link aqui: http://instax.com/mini90/pt/guide/basic_mode/

      Estas foram as formas que encontrei de usar a minha Instax mini. Se você descobrir outras técnicas, por favor me conte porque adorarei saber. Me fale também se você testou essas e qual foi o resultado e boa sorte!!!!

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: