Instax Mini 9 – Review e novidades

Instax Mini 9 – Review e novidades

Quando fiz esta resenha da minha Instax Mini 90 Neo Classic, eu sequer poderia imaginar que tal fato aconteceria. A assessoria de imprensa da FujiFilm viu meu post aqui no blog, entrou em contato comigo dizendo que gostaram do que leram. Com isto, convidaram-me para testar a Instax Mini 9. Claro que fiquei muito feliz e lisonjeada.

Quem acompanha o blog sabe que fotografia é um assunto, muito, recorrente aqui. Sabem também que iniciei minha jornada justamente com uma analógica. Lá com meus 12 anos de idade, quando fotografava ainda com uma camerazinha toda manual.

Mal podia imaginar que a maior empresa mundial que fabricava os filmes de películas um dia me convidaria a testar um produto deles. Estou radiante!

Estrutura da Instax Mini 9

Assim que a pegue nas mãos pude notar como ela é diferente da minha Instax Mini 90. Não só a construção externa, mas no design mais despojado. Como minha mãe disse, parece uma câmera de brinquedo.

E é o que ela realmente parece. Sua construção e revestimento externo é todo em um plástico resistente, o que torna a câmera muito leve. Sua lente de 60mm e abertura focal de F12.7 equilibram a exposição, não permitindo que a imagem fique clara ou escura demais.

Mas Instax Mini 9 possui uma configuração automática ao fotografar para que o registro seja mais simples possível. O que facilita demais na hora do clique, e você ao contrário de mim com minha Instax Mini 90, evita  desperdício deste filme que não é muito barato.

Outro ponto bastante vantajoso que encontrei neste modelo foi o mini espelho para auxiliar na self que fica bem ao lado da lente.

Recursos e custo benefício da Instax Mini 9

Com um fotômetro inteligente, eu não me preocupei tanto com a exposição das imagens na hora de fotografar. Mesmo assim você pode controlar a luminosidade nas fotografias apenas girando o anel da lente na luz indicadora.

O sistema Hi-Key você consegue gerar ainda mais luminosidade em ambientes escuros como baladas ou casas de shows. O sensor da câmera já lhe entrega todo o serviço. Ao perceber um excesso ou ausência de luminosidade, uma luz led mostrará em qual casa você deverá colocar seu dispositivo. A fim de entregar uma fotografia com mais nitidez possível.

O seu custo benefício desta Instax Mini 9 em relação a minha Instax Mini 90 é muito maior. Por ter menos recursos, sua construção ficou mais enxuta, com isto o preço também cai. No site do Fabricante

FujiFilm Brasil, o preço sugerido é de R$499, enquanto a Instax Mini 90 é de R$999. Outro fator determinante no baixo custo desta câmera é o uso de pilhas alcalinas AA+.

Considerações finais

A minha experiência com a Instax Mini 9 não podia ser outra: incrivelmente maravilhosa. Ela me entregou fotografias muito mais nítidas que a câmera que possuo. Fotos tão nítidas que fiquei balançada por este modelo e até penso em fazer a troca da minha. Consegui aproveitar todos os filmes.

Quero dizer, quase todos. Os únicos filmes que “queimei” foram por puro descuido meu. Não sabia que ao desligar a câmera, a configuração da exposição voltava para o modo de disparo em interiores.

E assim acabou ficando uma fotografia mais escura e duas estouradas. Mas a verdade é: se seguirmos ao pé da letra o que o led nos aponta, teremos fotos nítidas e com exposição na medida.

Esta experiência me mostrou que tenho muito que aprender sobre fotografia analógica instantânea. Contudo, aprender ainda mais com estas câmeras a melhorar meu enquadramento.

Se eu tivesse de comprar uma Instax hoje, sem sombras de dúvidas escolheria esta versão da Instax Mini 9. Além do preço mais atrativo, as facilidades entregues por esta versão são também mais em conta. Além do design ser super simpático, você pode escolher entre muitas cores disponíveis. Você pode optar por uma câmera rosa, azul, preta, amarela, verde e a tradicional branca.

Share

12 thoughts on “Instax Mini 9 – Review e novidades

  1. Tô apaixonada por esta resenha, sempre quis uma câmera dessa mas acho um valor muito caro para usar só de vez em quando sem falar que papel também não é baratinho. Mas não deixo de sonhar com ela! haha Adorei sua resenha. Bjs :*

    1. Andy é verdade, nem a câmera muito menos o papel são baratos. Mas posso te dar um conselho de quem tem uma? Vale muiiiiito a pena. Eu uso a minha só em momentos especiais, pois como disse, os filmes são caros demais. Não me arrependo em ter comprado, mesmo usando tão pouco.
      Muito obrigada pelo carinho, que bom que gostou da resenha. Espero que ela ajude as pessoas a tomarem a melhor decisão na hora de comprar, pois é um senhor investimento 🙂

  2. Eu sei que vou parecer boba, fazendo essa pergunta (sou bem leiga nessa questão) mas gostaria de saber se é necessário algum tipo de “tinta”, ou somente o papel fotográfico?

    1. Olá Raquel,
      Imagina, não existem perguntas bobas, principalmente se você está pesquisando sobre um produto específico. Então vamos lá:
      Não, você não precisa de tinta. O próprio papel fotográfico já faz a “mágica” toda por você. Ele é um papel especial que sofreu processos químicos que o deixa sensível em contato com a luz. É isto que permite que as imagens fiquem gravadas nele quando você dispara o botão de foto da câmera. E isso é muito mágico, porque na prática você só tem de se preocupar em configurar direitinho a câmera para que o papel não receba luz demais e fique com a imagem estourada ou luz de menos, deixando a foto tão escura e borrada que parecerá que você tirou uma foto dentro de um quarto escuro.

      Espero que tenha te ajudado e saiba que pode perguntar o que quiser à vontade. Não tenha medo de fazer perguntas por achar que são “bobas” demais. O que não dá é ficar na dúvida viu?

      Abraços!

    1. Oi Jéssica tudo bem?
      Pode ser a configuração que você está usando. Porque na fotografia é o seguinte: excesso de exposição à luz a foto fica estourada e branca, falta de luz deixa a foto escura, preta mesmo. Se caso não for A configuração pode ser mais duas coisas: ou você queimou sem querer seus filmes ao insere-los na câmera ou pode ser algum problema na Instax como por exemplo, no fotômetro. Tente tirar fotos ao ar livre, ajudando à configuração que sua câmera mandar, naqueles sensores. Se persistir o problema, troque os filmes e se mesmo assim não adiantar, leve a câmera para a assistência e explique que você já fez todos os testes e ela está apresentando algum problema.

      Mas acredito que você possa estar usando de pouca luz para fotografar, não?

  3. Olá, eu comprei uma instax mini 9, nisso tirei duas fotos de acordo com que a lente/luz indicou mas acabou que não revelou duas fotos, eu queria entender o porque!!

    1. Olá Maria,
      Que estranho, e como era o ambiente que você tirou? Por exemplo, se estava num local fechado, com pouca luz ambiente e tirou sem auxilio do flash pode ter sido isso. Porque mesmo que você siga a orientação da câmera para configurar a melhor opção, se o local tiver pouca ou nenhuma luminosidade e disparar a câmera sem flash, as fotos sairão pretas mesmo! Tente tirar mais uma foto em um local mais iluminado e me conte se deu certo. Caso o erro persista, recomendo que você entre em contato com a assistência da Instax indicada no manual. Recomendo que leia isto antes de qualquer coisa:
      https://www.fujifilmamericas.com.br/support/envio-de-equipamento/index.html

      Espero que tenha a ajudado. Por favor, não se esqueça de me avisar aqui sobre o que aconteceu depois do outro teste que te falei, ok? Desejo boa sorte e que não seja nada de muito sério 😉

    1. Olá Ana Carla, tudo bem?
      Então, este modelo de Instax não tem como desligar o Flash, pois o fotômetro calcula automaticamente a quantidade de luz no ambiente e então, ele “decide por você” se é ou não necessário o uso de flash. No caso o que você pode fazer é escolher locais com boa luminosidade para que a câmera não precise usar o recurso do flash na foto!

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: