Fios de Nylon |

Leitura

Leitura simultânea: como se organizar

Ano passado eu resolvi fazer algo na contra mão do hábito de leitura de muitas pessoas. Decidi ler em menor quantidade para que eu pudesse aproveitar ao máximo a história. Porque de nada adianta eu querer bater uma meta pessoal e deixar pontas soltas em minha leitura. Houve um tempo em que eu me cobrava justamente isto: ler cinco ou mais livros e vários artigos por mês, mas isto é bobagem. Gosto de ler imaginando os cenários e o que os personagens fazem, e não correr os olhos por uma página e vira-la. Como havia explicado neste post, livros custam caro demais para serem devorados em questão de horas ou dias. Por isto eu decidi diminuir meu ritmo de leitura.

A primeira vez em que decidi realizar esta leitura simultânea foi em uma maratona literária que realizei. A única vantagem que vejo nesta modalidade de leitura é quando temos volume e prazo para ler. Um exemplo disto é quando estamos na faculdade escrevendo nosso TCC, aí precisamos ler vários livros e artigos simultaneamente. Já que os prazos de entrega dos fichamentos e do tempo de leitura são sempre muito curtos, a leitura dinâmica e simultânea é a única alternativa. Mas neste caso fui eu quem decidi ler estes três exemplares ao “mesmo tempo”.

A escolha das obras para minha leitura simultânea

  • A vida como ela é – Nelson Rodrigues
  • Pó de Lua – Clarice Freire
  • Um teto todo seu – Virginia Woolf

Optei por três estilos literários diferentes para dar inicio à leitura que não brigam entre si. Um livro de crônicas (Nelson Rodrigues), um de poesias (Clarice Freire) e um de ensaios (Virginia Woolf). Isto porque, são temas que não exigem linha cronológica de leitura, não correrei o risco de me perder em alguma história. Decidi dar uma parada na leitura de A vida como ela é por motivos de: as histórias ficaram pesadas demais. Daí decidi dar início à leitura dos ensaios de Um teto todo seu e finalmente conhecer Virginia Woolf. São leituras que têm um ritmo mais lento, podendo ser pego num dia qualquer, parar em outro e só voltar muito tempo depois sem que haja perda de entendimento.

Já com o Pó de Lua eu acabei pegando mais por curiosidade e por achar bonitinhas as ilustrações da autora. Ele é daquele tipo de livro que você lê sem nenhum compromisso, apenas aprecia as frases, sabe? Eu costumo intercala-lo com as leituras de Nelson Rodrigues para aliviar a barra um pouco.

Dicas para se organizar na hora da leitura

Pesquisando por blogs e em canais literários do YouTube, não encontrei muita referência sobre este tema. Geralmente as pessoas fazem maratonas literárias e pronto. Mas não explicam suas técnicas de leitura simultânea, apenas dizem que leem muito e só. Mas durante esta minha pesquisa consegui encontrar umas dicas bem legais, pode conferir aqui, sobre como ler muitos livros ao mesmo tempo. Apesar de não concordar com alguns tópicos da lista, deixarei as minhas dicas a seguir para quem quiser adota-las.

1- Diversifico os gêneros que quero ler. Ex: poesia, drama, ficção e romance.
2- Dedico algum tempo do seu dia apenas para ler (sem internet e celular por perto).
3- Leio apenas aquilo que me dá prazer e não insisto numa leitura cansativa ou ruim.
4- Não leio resenhas sobre as obras escolhidas. Prefiro deixar que as histórias me surpreendam.
5- Histórias sempre nos ensinam algo. Por isto, durante a leitura tenho sempre um papel e caneta por perto.
6- Tenho um ritmo próprio. O meu é nunca fechar o livro sem terminar um capítulo, página ou parágrafo.
7- Sempre que termino um livro eu escrevo uma resenha num caderninho, assim fixo bem a história.

Resumo da obra

Ao ler varias obras simultaneamente é muito importante fazer marcações. Não digo apenas as páginas, mas frases e parágrafos que possam lhe interessar numa pesquisa futura. Eu costumo usar flags de plástico, pois tenho aflição de livros rasurados ou com dobras de marcações anteriores. Por isto ando sempre com meu caderno de notas, um pacote de flags ou post it e uma caneta. A maioria das vezes durante as leituras surgem dúvidas ou questionamentos, por isso o caderno. Nunca deixo pra anotar depois, o depois pode ser esquecido ou confundido, já que estamos lendo vários livros ao mesmo tempo.

Lembre-se, as marcações são estritamente importante em leituras simultâneas, já que elas serão as responsáveis por guia-lo numa pausa ou ao encerrar momentaneamente aquele parágrafo ou página. Estas são as minhas dicas que eu quero compartilhar com vocês a fim de ajudar quem tem dificuldades em ler muitas obras ao mesmo tempo ou mesmo não faz ideia de como faz-la. Porque de difícil não tem nada, basta um pouco de prática e paciência. Só assim você conseguirá se organizar em tão pouco tempo, e quanto menos esperar  fará disto um hábito.

Jornalista, mineira de Belo Horizonte, 30 anos e apaixonada por cinema, livros, música e fotografia. Não sou de muita conversa, pois prefiro me expressar através de textos. Nascida na era da internet, blogo desde 2008. Para saber mais sobre minha história clique em Autora.

3 Comments

  1. Lary Zorzenone

    maio 12, 2018 at 7:33 pm

    Olá
    Eu costumo fazer leitura simultânea. Eu tenho uma meta de ler um livro por semana, mas muitos livros exigem mais tempo do que esse pra serem finalizados, então encontrei na leitura simultânea uma forma de conseguir cumprir isso. Funciona assim: Primeiro eu escolho livros com temáticas diferentes, pra que eu não me confunda. Nunca leio dois livros do mesmo gênero ao mesmo tempo. Ai eu costumo ler um romance (romance tipo, não gênero) em livro físico, um outro físico que pode ser de poemas, contos ou crônicas ou mesmo uma HQ e o último é um e-book, seja conto, crônica, coletânea ou romance. Eu tinha muita dificuldades pra ler e-books, mas ai descobri como eles facilitam minha vida na hora de ler a noite sem ter que acender luz e acordar todo mundo. Comigo vem funcionando super bem fazer isso. Eu também tenho hora pra ler, sem poder mexer no celular, e isso é fundamental pra quem quer priorizar a leitura.

    Vidas em Preto e Branco

    1. Carla Corrêa

      maio 12, 2018 at 8:11 pm

      Duas coisas certas que eu também adoto: celular na hora da leitura jamais e sempre colocar um livro de poesia ou crônica no meio é batata. Enquanto dou prioridade aos de escrita linear com aquele inicio, meio e fim que se a gente pára acaba se perdendo, os de poesia por exemplo não. Sem falar que a possibilidade de você ler uma página um dia e outra daqui há um mês, por exemplo, te dá uma sensação de que você não está procrastinando. Eu odeio procrastinar minhas leituras.

  2. Escrita: o passo a passo definitivo para textos impecáveis

    junho 15, 2018 at 7:58 am

    […] tivemos aqui no blog um post dedicado a leitura. Um passo a passo de como eu me organizo na hora de ler vários livros ao mesmo tempo. No post de hoje teremos um […]

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: