Fios de Nylon |

Poesia ilustrada: Declarações de amor de Drummond

Esta será uma resenha diferente das que eu costumo fazer. Isto porque a forma como apresentarei o livro Cartas de amor de Carlos Drummond de Andrade não será a habitual. Esta é a primeira resenha do blog sobre uma coletânea de poesias de um escritor clássico que escrevo e só agora me dei conta disto. A maioria dos livros do gênero que tenho aqui na estante são de escritores novos. Drummond é o primeiro escritor clássico que estar aqui para minha lista de resenhas.

Outro fato curioso é que, este é o primeiro e único livro dele que temos aqui em casa. Sempre ouvi minha mãe falando que ela cresceu lendo e ouvindo as pessoas recitarem e citarem as poesias de Drummond, que em sua casa sempre teve muitos livros clássicos. Comigo não foi muito diferente, mas como o final de minha infância coincidiu com o surgimento da internet aqui no Brasil, nunca chegamos de fato a comprar nenhum exemplar dos livros de poesias de Drummond.

A poesia de Drummond  nos tempos modernos

A internet tem destas coisas, a facilidade em entregar conteúdo. Mas mesmo assim eu nunca tive a curiosidade em buscar as poesias dele, geralmente lia quando eu me deparava com elas. Geralmente em eventos culturais ou mesmo em trabalhos escolares.

Mas foi só na faculdade de jornalismo que eu me obriguei a conhecer mais da obra do escritor. Como assim, uma mineira que não lê Carlos Drummond de Andrade? Absurdo pensava eu. Fui descobrindo aos poucos seus textos ao mesmo tempo em que o conhecia melhor. Antes de virar poeta, Drummond cursou a faculdade de farmácia, trabalhou como jornalista e depois como funcionário público, do qual se aposentou.

Foi buscando saber mais sobre o escritor que veio a necessidade de adquirir um exemplar de suas obras, porque, por mais acessível e imediata que seja a internet, eu ainda acho difícil encontrar suas poesias nela. Isto porque já li muitas coisas creditadas como de Drummond e na verdade não serem dele. E isto ocorre com frequência com vários escritores. Este exemplar de Cartas de amor, é uma edição temática, cujas poesias contam com ilustrações de Nik Neves.

Poesia ilustrada de Drummond

Esta coletânea, assim como toda obra de Carlos Drummond de Andrade, em sua época foi considerada  modernista, por seus aspectos de escrita livre. E até hoje é referência nos estudos da literatura brasileira. Por isto futuramente pretendo investir em outras obras do escritor, mais especificamente livros digitais.

E assim recomendo à todos os adeptos da poesia a fazerem o mesmo. Recomendo que terem para si uma ou outra obra completa de poesias. Não apenas de Drummond, mas de qualquer poeta ou escritor que você admire. Ter em mãos uma fonte direta e confiável de pesquisa e inspiração. Porque poesia é assim: você a lê, daí algum tempo mais tarde a lê de novo e continua se surpreendendo.

Um gostinho do que vem por aí

[Lembrete]
Se procurar bem, você acaba encontrando
não a explicação (duvidosa) da vida,
mas a poesia (inexplicável) da vida. (pg. 26)

Jornalista, mineira de Belo Horizonte, 31 anos e apaixonada por cinema, livros, música e fotografia. Não sou de muita conversa, pois prefiro me expressar através de textos. Nascida na era da internet, blogo desde 2008. Para saber mais sobre minha história clique em Autora.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: