Fios de Nylon |

Samsung Galaxy Tab A

Por que eu migrei do iPad para o tablet da Samsung?

Já faz algum tempo que perdi aquele encanto pelos produtos da Apple. Os sucessivos problemas com hardware e software da marca me levaram a um questionamento. Será que vale mesmo a pena pagar R$3 mil em produtos cuja vida útil não passará de um ano? Ao pensar nisto me assustei. Sempre tive a marca no meu mais alto patamar de qualidade. Mas incrivelmente após a morte de Steve Jobs as coisas mudaram lá na Apple e aqui. Foi por estes e outros motivos que comecei a pesquisar mais sobre o tablet que tenho hoje, o Samsung Galaxy Tab A.

Depois de perder mais um tablet por problemas de hardware, decidi que não investiria em outro aparelho da marca. Só agora em 2018 que fui à caça de um outro aparelho similar que atendesse minhas necessidades e não custasse uma facada na barriga. Foi aí que descobri os melhores custos benefícios com os aparelhos da Samsung.

Sobre o Samsung Galaxy Tab A

O meu modelo é o Samsung Galaxy Tab A P355M com S Pen 16GB Wi-Fi 4G , tela de 8 polegadas e na cor cinza chumbo.

Este é relativamente um tablet voltado para funções de leitura e escrita. Não espere grandes desempenhos gráficos. Pois, neste quesito você pode se decepcionar muito se esperar tanto deste dispositivo. Apesar do fabricante dizer que ele roda games pesados, saiba que o meu às vezes da uma engasgada com o Candy Crush.

Você pode usar e abusar dos recursos de escrita e da tela adaptada para leitura que é perfeita. Este tablet é para você que trabalha com textos e estuda.

Deficiências do aparelho

Depois de um mês testando o aparelho, listarei aqui algumas das principais deficiências que detectei ao utilizar o Samsung Galaxy Tab A.

  1. Lentidão no tempo de resposta de processamento
  2. Apps da PlayStore incompatíveis com a resolução de tela de 8”
  3. Demora no tempo de carregamento completo da bateria
  4. Pouco espaço de armazenamento. Dos 16GB, apenas 9 ficarão livres
  5. A durabilidade da bateria do aparelho é inferior à descrita pelo fabricante
  6. Reproduz vídeos em qualidade máxima de até 720mb (HD)
  7. Não possui som estéreo

Ainda sobre o aspecto da capacidade de armazenamento, não consigo conceber que em pelo ano de 2018 uma gigante como a Samsung ainda não conseguiu resolver este problema.

Perspectiva positiva do aparelho

Agora irei destacar os pontos positivos do Samsung Galaxy Tab A que me agradaram bastante e me fizeram optar por este modelo.

  1. Seu custo beneficio em relação às outras marcas do mercado
  2. Tela adaptável para leitura (em tom amarelado que imita papel de livro)
  3. Tamanho e peso ideal para se ler deitado ou no transporte público
  4. Slot para cartão expansivo Micro SD de até 128GB
  5. Slot para cartão SIM (e ele vira telefone)
  6. Vem com fones de ouvidos
  7. SO Android de última geração
  8. Compatível com a maioria dos apps do momento
  9. Design leve e confortável e na medida
  10. Excelente para consumir material audiovisual
  11. Compatível com o app Kindle
  12. Possui tela para modo leitura
  13. Apps nativos e inúteis podem ser desativados
  14. Digitaliza bem documentos (com a câmera traseira)
  15. Pacote Office incluso
  16. Interface amigável e intuitiva
  17. Rotação da tela nas quatro posições

Para quem é o Samsung Galaxy Tab A?

Este aparelho é ideal para você que busca portabilidade, baixo custo em relação aos iPads e funcionalidades básicas de mídias digitais e de leitura. É um excelente investimento caso você esteja procurando algo parecido ao Kindle da Amazon, que foi o meu caso, com um custo mais baixo que os iPads da Apple.

Estudantes poderão se beneficiar bastante deste tablet. Além disso a Samsung Tab A seja uma série intermediária, ele possui o benefício da caneta digital que não precisa ser carregada na energia. Apesar de não ser o gadget de escrita mais ágil que o da Apple, sua precisão para anotar e desenhar são bastante satisfatórias. Como resultado de seu uso prolongado, o tempo de bateria do tablet reduz drasticamente.

Enfim, este é um bom aparelho e estou feliz com a aquisição deste tablet em especial. Embora eu ache que ele poderia custar mais barato, já que não se trata de um lançamento recente!

Jornalista, mineira de Belo Horizonte, 31 anos e apaixonada por cinema, livros, música e fotografia. Não sou de muita conversa, pois prefiro me expressar através de textos. Nascida na era da internet, blogo desde 2008. Para saber mais sobre minha história clique em Autora.

4 Comments

  1. Cláudia

    novembro 26, 2018 at 12:05 am

    Muito bem . Mudanças requerem estudos,comparações e às vezes coragem. Mas se não mudarmos como saberemos se valeu ou não a pena, certo?

    1. Carla Corrêa

      novembro 26, 2018 at 9:01 pm

      Neste caso foi uma mudança necessária que precisei fazer por conta de custos. Produtos da Apple estão cada dia mais descartáveis e mais caros. O custo benefício de um iPad novo não compensaria sua vida útil.

  2. miganemteconto2017

    novembro 30, 2018 at 12:14 am

    Oi Carla, adorei a dica! As vezes investir em algo mais barato não lhe custa caro porque é um objetivo ou outro que você tem com o aparelho que não precisa ser o melhor, ele apenas tem que servir a essa finalidade. Beijos!

    https://escrevendoerabiscando.blogspot.com

    1. Carla Corrêa

      novembro 30, 2018 at 4:08 pm

      Exatamente. Sem falar que muitas vezes você paga um preço por utilidades que nunca vai usar. Tem horas que precisamos definir bem o que queremos e optar apenas pelo básico!

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: