Fios de Nylon |

Controle da respiração para ter equilíbrio mental e físico

Alcance o equilíbrio de sua mente e corpo com o controle da respiração

Desde que iniciei a prática de meditação guiada, aprendi o poder que o controle da respiração tem em minha vida. Não é atoa que quando estamos sob forte estresse ou em uma crise nervosa/ansiedade, o conselho unânime que nos dão é de respirar fundo. A respiração é a chave para evitar que certos distúrbios desencadeiem maiores eventos.

Os exercícios diários me fizeram entender como o simples ato de respirar corretamente pode mudar muitas coisas. Você pode não conseguir prever quando algo de inesperado irá acontecer. Mas saiba que tudo pode ser controlado a partir de algo que fazemos constantemente de maneira inconsciente. A respiração não apenas oxigena nosso cérebro e ajuda a manter o controle de nossa pressão arterial, ela ajuda a equilibrar nossas emoções.

Controle da respiração e o equilíbrio mental

Um dos primeiros princípios que aprendi quando comecei minha jornada de meditação foi que é humanamente impossível controlar todos os nossos pensamentos. Na verdade o que aprendi com este exercício é de como redirecionar meu foco na meditação utilizando justamente a respiração.

Para se obter os benefícios do controle da respiração é você descobrir qual é o ponto que ela age. Eu, por exemplo, sinto que estou relaxada e concentrada em meu propósito quando sinto a respiração pelo tórax. Isto mesmo, quando sinto uma leveza no estômago ao respirar profundamente, sei que estou controlando minha mente a partir da técnica da respiração profunda.

Benefícios físicos e mentais do controle da respiração

A respiração profunda está diretamente ligada às nossas capacidades cognitivas. Quando estamos agitados, respirar profundamente ajuda acalmar não só os ânimos, mas também nossas conexões neurais. A gente passa a pensar com mais clareza e consequentemente tomamos decisões mais conscientes.

Mulheres em trabalho de parto aprendem que quando as contrações chegam o melhor jeito de passar por cada uma delas é fazer a respiração de “cachorrinho”. Pois a respiração ritmada estimula a produção de oxigênio tanto para a mãe quanto para o bebê. Por isso entender qual o tipo de respiração aplicar em determinados momentos pode ajudar você a enfrentar os problemas cotidianos. Eu mesma, após minha primeira cirurgia renal aprendi que a respiração cachorrinho agia como um analgésico potente, pois aliviava quase que instantaneamente os desconfortos do pós cirúrgico.

Agora, psicologicamente falando, ouvi depoimento de pessoas com síndrome do pânico relatarem que conseguiram superar algumas crises respirando profundamente. Isto claro, pessoas sob supervisão de especialistas afirmaram que aliaram o tratamento psicológico e pharmaco com a ajuda do controle da respiração. Não é nenhum tipo de experimento placebo ou indutivo. Pacientes psiquiátricos podem sim se beneficiar e muito desta prática.

Exercício para controle da respiração

A seguir irei ensinar uma das técnicas da respiração que aprendi e tem me ajudado a controlar minhas emoções e até dores físicas.

  • Sente-se ou recoste-se em um local confortável e feche os olhos;
  • Relaxe os membros superiores (pescoço, ombros e braços, coluna);
  • Em seguida relaxe seus membros inferiores (quadril, pernas e os pés);
  • Comece realizando três profundas respirações. Inspire e expire, sem pressa;
  • Após a terceira e profunda expiração concentre-se no ritmo;
  • Foque seus pensamentos na respiração, mas caso se desconcentre e volte o foco;
  • Sinta o ar entrando e depois saindo;
  • Identifique qual a parte do seu corpo você sente que mais confortável ao respirar;
  • Foque na sensação de bem estar que a respiração te causa;
  • Não se preocupe com a duração deste exercício. Faça-o até se sentir bem e leve.

Após terminar esta sessão, você se sentirá leve e com a disposição renovada. Eu costumo me alongar após cada etapa. Sim, eu faço meditação guiada com foco na respiração mais de uma vez ao dia. E este é meu maior conselho que posso dar a vocês: realize este exercício quantas vezes for necessários. Uma, duas ou até quatro vezes ao dia.

Se você já faz a meditação guiada ou tem uma prática de controle da respiração pessoal e deseja compartilhar conosco, deixe nos comentários seu exercício e nos ajude a propagar esta prática para outras pessoas que ainda não desenvolveram este hábito. Vamos formar uma corrente do bem e ajudar o próximo!

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: