Café em grão: aprenda a escolher o tipo certo para comprar

Café em grão: aprenda a escolher o tipo certo para comprar

Por muitos anos ignorei a existência do café em grão por achar que ele dava mais trabalho de se preparar. No entanto, com o passar do tempo, frequentei muitos cafés aqui em BH. Com isso, aprendi a apreciar cafés especiais e gourmet.

Mas como tudo na vida a gente precisa experimentar para saber se gosta ou não. Mas com o café em grão foi exatamente assim. Depois de conversar com baristas e fornecedores de café, eu descobri que o café em grão tem mais benefício do que eu imaginava.

Saco de 250g de café em grão

Apurando o meu paladar

Porém, essa transição de café em pó para o café em grão levou um certo tempo. Comecei experimentando cafés especiais, aqueles que possuem selos a mais que os tradicionais. Importante dizer que: os selos da Abic são importantes para você saber que está consumindo um pó com o mínimo de qualidade. Mas não se prenda a isso. Pois, os selos nem sempre dizem, por exemplo, a quantidade de impurezas que um determinado café possui.

Minha relação com a bebida vem de muito cedo. Pois, quando era criança me lembro de já tomar café, já que não achava muita graça naqueles achocolatados adocicados. Eu sempre amei beber café e até hoje é minha bebida favorita. Porém, ao longo dos anos senti necessidade de apurar meu paladar e consumir café de qualidade e assim descobri novas marcas.

Neste processo aprendi que por mais selos que um café tenha aqui no Brasil, nunca provaremos um pó de café 100% puro. Uma vez que a associação aceita uma certa quantidade de impurezas junto no processamento dos grãos de café.

O que são as impurezas do café

Soja, milho e cevada são alguns dos grãos mais comuns misturados aos grãos de café durante seu processamento. Isto quer dizer que o café em pó que você compra nos supermercados têm esses produtos embutidos. Sendo assim, considerados produto impuro e de má qualidade. Para se ter uma ideia, o nosso café tipo exportação possuem as melhores condições. Pois, eles contém menores índices de impureza, chegando a zero impurezas.

Há quem defenda que esta prática, de deixar o “restolho” aqui no Brasil e exportar apenas os grãos selecionados. Mas, de acordo com um levantamento da PROTESTE, a prática não só ocorre como é muito mais comum que pensamos. Na matéria você encontra até mesmo dados sobre resíduos de insetos contidos em cafés embalados a vácuo.

E não pára por aí! As impurezas não se limitam apenas a soja, milho e cevada. Além destes três grãos, estão entre as impurezas a própria folha do pé de café, feijão, terra e o próprio galho do café no meio dos grãos. Se você é um consumidor de longa data de cafés extra forte, pode ter certeza de que, além da torra excessiva, essas impurezas todas estão no meio do produto que você consome.

Pois a torra escura, queima o grão para mascarar algumas impurezas dele. Podendo até ter açúcar adicionado para ajudar a “enganar” seu paladar!

Café em grão que eu torrei

Por que decidi consumir café em grão?

Bom, depois de ler tudo isso aqui, fica fácil de imaginar o porque. Mas, a verdade é que senti necessidade de experimentar novos sabores além dos cafés gourmet. E não me arrependi, pois, eliminei aquela crença limitante de que café em grão é mais trabalhoso. Se moer na hora o grão antes de coá-lo é trabalhoso, então o considero um trabalho compensador.

Pois o sabor e o próprio aroma do grão sendo moído faz valer qualquer “trabalho extra” que eu tenha. Recomendo que você experimente em algum momento o café o café em grão e comparar os sabores. Hoje preparo a minha bebida na hora, moo, às vezes até torro quando ganho grãos verdes e preparo o meu café sem açúcar.

Duas marcas diferentes de café em grão

Café em grão sem erro na escolha

Como eu disse, não tem erro na hora da escolha. Com o café em grão, você tem certeza de que não estará tomando uma bebida com insetos, grãos de outras qualidades ou terra no meio. Aqui você seleciona e prepara com qualidade a sua bebida em casa com a certeza de que está tomando café e apenas isso.

Tenho um post aqui no blog onde ensino a preparar um excelente café coado. Ela é uma receita que aprimorei de várias dicas que aprendi ao longo dessa jornada de descoberta.

Depois que aprendi a colher, debulhar e torrar o grão, nunca mais comprei café em pó em supermercado. Definitivamente o sabor e até o aroma de quando você o coa na hora é diferente. Você pode sentir o aroma adocicado, no meu caso sempre compro grãos tipo Arábico, que é o mais comum e de torra média.

Pois, este tipo de torra realça suas características originais desde o plantio. E isso prova de que você pode tomar sim um café de ótima qualidade sem pagar caro por isso.

Recomendo que em algum momento experimentar um cafezinho feito a partir de um grão que você moeu na hora. Garanto que não irá se arrepender e perceberá que tem tomado café de péssima qualidade em toda sua vida!

Se você gostou deste conteúdo, comente e compartilhe com outras pessoas que possam se interessar pelo assunto. Não deixe de contar para gente sua experiência com café em grão e café em pó. Adoraremos saber o que você acha sobre!

Share

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: