A dor necessária para ser feliz

A dor necessária para ser feliz

Já se perguntou quanto custa ser feliz? Não pergunto pensando apenas na parte financeira, mas na quantidade de tempo e energia que gastamos tentando ser feliz. Eu mesma nunca tinha pensado nisto até então. Porque estamos condicionados a pensar que a felicidade é aquele estado de espírito em que nos sentimos bem por ter conquistado algo. Mas a gente nunca para pra pensar sobre o processo.

Isto me fez pensar sobre o que realmente me faz feliz. Agora estou compreendendo que a felicidade não deve ter em seu processo de conquista um sofrimento intenso e não saudável. Digo isto por que. Vejo pessoas que comprar um carro do ano é o sonho da felicidade delas. Mas será que elas sabem que no processo de sonhar até quitar a última parcela elas realmente serão felizes? Me questionei sobre isto e entrei em conflito sobre algumas metas que eu me propus a realizar. Pois em minha cabeça achei que seria feliz ao alcança-las. Mas pensando bem, não sei se será isto mesmo. Isto aconteceu porque analisei mais friamente o que eu teria de passar pra poder chegar até lá. E ai vi que o preço da tal felicidade me trará mais ansiedade e estresse que a felicidade propriamente dita.

Felicidade vs Realidade

Acredito que o propósito da maioria das pessoas é ser feliz de uma maneira mais ampla em suas vidas. Nada te impede de querer encontrar a felicidade em pequenas situações ou no consumo daquilo que deseja tanto. O que a gente deve mesmo fazer é pesar os prós e os contras destas decisões. Pensar se o que queremos naquele momento condiz com nosso atual estado de espírito e evolução pessoal ou se o queremos apenas porque nos deu vontade.

Outro dia me peguei desejando uma paleta de maquiagem. Pensei que, como não me dava um presente há muitos anos, eu merecia aquilo. Pensei que seria feliz ao conquista-la. Mas depois de pensar um pouco mais e olhar minhas coisas, definitivamente estava agindo por impulso. Eu não só teria de trabalhar o triplo pra consegui-la, como perderia a chance de fazer coisas mais legais com as R$300 pratas que ela custa. Cheguei a conclusão de que não ficaria feliz como me arrependeria. Então pensei, o sofrimento causado no processo da conquista desta paleta de maquiagem seria muito maior que a felicidade ao te-la.

Feliz por não ser feliz

Depois de amadurecer com mais este processo de aprendizado, cheguei a conclusão de que podemos ser felizes sem ser felizes. Parece confuso, mas juro é bem simples. Quando chegamos à conclusão que determinadas coisas não nos trarão felicidade, você pode se considerar um felizardo. Isto porque estamos acostumados a imaginar que só seremos felizes se conseguirmos algo, comprado, ganhado ou achado. Imaginem a minha felicidade ao descobrir que ao não comprar a tal paleta de maquiagem eu poderei investir melhor este dinheiro. Foquei feliz sim em não ter adquirido ao que eu queria, mas que não precisava.

Em resumo, colocando na ponta do lápis o sofrimento necessário para se conseguir ser feliz e o sentimento de felicidade após a conquista, poderemos avaliar o que realmente nos faz feliz. Pois não ter aquilo que queremos também é sinônimo de felicidade, mas isto eu falo apenas no âmbito materialista. Imaginando que alguém lendo este texto possa dizer: “mas eu seria feliz tendo uma casa e não jogando meu dinheiro fora com aluguel!”. Será? Eu penso que: algumas pessoas acreditam serem infelizes porque gastam o dinheiro pagando aluguel. Já eu acredito que se você usa seu dinheiro pra pagar uma casa, morar nela, ter segurança e um local pra voltar pra lá todos os dias e tomar um banho quente, não é jogar dinheiro fora.

A dor de quem um dia deseja ser feliz

A felicidade está mais na perspectiva que a gente olha as coisas. Então se você se sente muito infeliz pagando aluguel, faça o que expliquei acima. Coloque no papel todas as dores pelas quais você terá de passar para conseguir ser feliz ao comprar sua casa própria. Depois diga em vol alta se você se sente feliz ou não com a resposta que obteve.

Recentemente li esta matéria no site da BBC News Brasil e refleti bastante com seu conteúdo. Apareceu depois de eu ter finalizado este texto, mas achei pertinente cita-la aqui. Pensando sobre isto, concluo que para ser feliz é mais uma questão de buscar os meios corretos e não se desesperar. Porque como disse, toda dor do processo em busca da felicidade é o preço que pagamos pela conquista. Não desanime, vale a pena cada momento de sofrimento, pois damos mais valor à nossa conquista!

Share

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: